Bem-vindo ao Planeta openSUSE

Isto é um agregador de fontes de notícias que coleciona o que os contribuidores do openSUSE estão escrevendo em seus respectivos blogs.

Para ter seu blog adicionado a este agregador, por favor leia as instruções.


Sexta
17 de Abril de 2015


face

Kernel 4.0 nos sistemas baseados em RPM

O kernel 4.0 chegou nessa semana, mas até então só havia pacotes de instalação no formato DEB. Por isso, se você precisa instalar o Kernel 4.0 nos sistemas baseados em RPM, veja abaixo como fazer isso.

Leia o restante do texto "Como instalar o Kernel 4.0 nos sistemas baseados em RPM"

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link: Como instalar o Kernel 4.0 nos sistemas baseados em RPM.




Sexta
10 de Abril de 2015



face

LibreOffice 4.4.2 no Linux

Foi lançada mais uma atualização do LibreOffice. Se você está querendo atualizar ou instalar antes de dele aparecer nos repositórios de sua distro, veja como instalar LibreOffice 4.4.2 no Linux.

Leia o restante do texto "Como instalar o LibreOffice 4.4.2 no Linux"

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link: Como instalar o LibreOffice 4.4.2 no Linux.



Quinta
09 de Abril de 2015


face

Alternativa ao TrueCrypt

Se você está a procura de uma alternativa ao TrueCrypt, conheça um pouco mais e veja como instalar o VeraCrypt no Linux.

Leia o restante do texto "Alternativa ao TrueCrypt - Como instalar o VeraCrypt no Linux"

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link: Alternativa ao TrueCrypt – Como instalar o VeraCrypt no Linux.




Segunda
06 de Abril de 2015


face

thunderbird no linux

Se você precisa ter a última versão do cliente de e-mail da Mozilla no seu sistema, veja aqui como instalar o Thunderbird no Linux manualmente.

Leia o restante do texto "Thunderbird no Linux: veja com instalar manualmente"

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link: Thunderbird no Linux: veja com instalar manualmente.



face

firefox no linux

Se você precisa ter a última versão do navegador da Mozilla no seu sistema, veja aqui como instalar o Firefox no Linux manualmente. O procedimento deve funcionar nas principais distribuições Linux.

Leia o restante do texto "Firefox no Linux: veja como instalar manualmente"

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link: Firefox no Linux: veja como instalar manualmente.



Sábado
04 de Abril de 2015


face

gravar, converter

Se você trabalha com vídeo e quer gravar, converter e extrair vídeos e áudio no Linux, conheça 11 comando do Avconv para fazer isso.

Existem muitas formas de usa a ferramenta "avconv" para lidar com stream de multimídia e arquivos e nesse tutorial, você conhecerá dessas opções para gravar, converter e extrair vídeos e áudio no Linux.

Leia o restante do texto "11 comandos Avconv para gravar, converter e extrair vídeos e áudio no Linux"

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link: 11 comandos Avconv para gravar, converter e extrair vídeos e áudio no Linux.



Sexta
03 de Abril de 2015



Domingo
29 de Março de 2015


face

Concluído o material atualizado para a palestra no evento CONSOLINE. O assunto será sobre realidade aumentada, onde menciono técnicas utilizando visão computacional junto à computação gráfica, a Realidade Aumentada disponibiliza uma inovadora interação homem-máquina, onde os objetos virtuais introduzidos no ambiente real podem ser manipulados com as próprias mãos, proporcionando ao usuário uma interação inédita e atrativa. O Material da palestra, encontra-se AQUI, e a seguir um vídeo.



face

Não lembro se foi em 2013, mas depois de uns 10 anos parada devido à faculdade, voltei a fazer aulas de violino. Para tentar minimizar o problema do som ruim característico de iniciantes comprei um violino elétrico. Assim posso fazer a desgraça que for: quem estiver em redor vai ouvir um som muito baixo (e os vizinhos provavelmente são poupados até disso). Sim. Comprei um Stagg. Porque não



Domingo
01 de Março de 2015


face

spock

A seguir uma dica rápida de como instalar o Vulcan Chess em homenagem ao nosso eterno herói Spock.

Primeiramente efetue o download do código fonte:

$ ftp://ftp.nl.netbsd.org/vol/2/metalab/distributions/zenwalk/source/extra/games/vulcan/vulcan-0.92.tar.gz

Descompacte o pacote:

$ tar -zxvf ~/Downloads/vulcan-0.92.tar.gz
Entre na pasta, compile e instale e Pronto! Para finalizar um vídeo demonstrativo no final.
$ cd vulcan-0.92/
$ make
# make install



Sexta
27 de Fevereiro de 2015


face

Como tive dificuldade na instalação do Android com boot UEFI, fica aqui a dica de como instalar o Android 4.4.2 em computadores x86 com boot UEFI , o que faz muito sentido principalmente se o seu hardware carrega o recurso touchscreen. Primeiramente arrumei um pendrive de 8GB, após efetuei o boot do imagem adquirida na página oficial http://www.android-x86.org/ . Prossegui com a instalação normalmente, porém efetuei toda instalação no pendrive. Após terminar criei uma particição ext3 e copiei todo o conteúdo do pendrive (mountado em /mnt/android) com o sistema recém instalado para a nova partição como comando a seguir:

# rsync -vxaHD --delete /mnt/android-4.4-r2/ /android/

Agora basta incluir a entrada no grub2:

menuentry "Android KitKat 4.4.2 x86" --class android {
 set root=(hd0,gpt13)
 linuxefi /kernel root=/dev/sda13 androidboot.hardware=android_x86 SRC=/
 initrdefi /initrd.img
 }

E Pronto! AQUI também um vídeo demonstrativo…

android-x86-4.4.2-3

 



Quarta
25 de Fevereiro de 2015



face

Agora nesta terça-feira dia 24 a Mozilla liberou a versão 36 do Firefox com o suporte ao HTTP/2. Como ultima versão do protocolo HTTP é de 1999 e muitas mudanças ocorreram na Web, o mesmo começou tornar-se um gargalo no desempenho da internet. O HTTP 2 foi baseado no conceito do SPDY que reduz o tempo em torno de 40%, transmitindo obrigatoriamente os dados compactados e criptografados, como aproveitar a transmissão para diversas requisiçoes (também conhecido como multiplexão).

Clique AQUI e efetue o DOWNLOAD!

Firefox2



face

Neste post, veremos como obter o máximo desempenho com a placa de Vídeo NVidia Optimus que otimiza o seu notebook de forma inteligente, oferecendo o desempenho gráfico impressionante que você precisa, quando você precisa, e sempre aumentando o tempo de vida da bateria para que você aproveite por mais tempo.

Primeiramente instale o openSUSE com o parametro do kernel brokenmodules=nouvea, assim tornando desnecessário colocar este módulo no kernel na blacklist. depois, para instalar o Bumblebee que explora os recursos da NVidia Optimus, primeiramente instale os seguintes pacotes no openSUSE 13.2:

  • bbswitch-0.8-21.1.x86_64
  • bbswitch-kmp-desktop-0.8_k3.16.7_7-21.1.x86_64
  • bumblebee-3.2.1-16.1.x86_64
  • nvidia-bumblebee-343.36-1.1.x86_64
  • dkms-2.2.0.3-14.1.noarch
  • primus-20131226-16.1.x86_64
  • primus-32bit-20131226-3.1.3.x86_64
  • VirtualGL-devel-2.3.90-21.1.x86_64
  • VirtualBox-4.3-4.3.20_96996_openSUSE123-1.x86_64
  • VirtualGL-32bit-2.3.90-1.8.x86_64
  • VirtualGL-2.3.90-21.1.x86_64

Adicione o usuario nos grupos video e bumblebee:

# usermod -G video,bumblebee cabelo

Inicialmente o Bumblebee não esta em funcionamento,então os comando a seguir devolverão os seguintes resultados:

# cat /proc/acpi/bbswitch 
0000:01:00.0 ON

Testaremos o desempenho com o programa glxspheres com o comando a seguir:

$bglxspheres
Polygons in scene: 62464
Visual ID of window: 0x20
Context is Direct
OpenGL Renderer: Mesa DRI Intel(R) Haswell Mobile
59.977914 frames/sec - 66.935352 Mpixels/sec
60.040965 frames/sec - 67.005717 Mpixels/sec

nvidia.01

Aqui conseguimos um desempenho máximo de 60 frames/segundos, agora começaremos a brincadeira inciando o daemon Bumblebee:

# systemctl status bumblebeed
bumblebeed.service - Bumblebee C Daemon
 Loaded: loaded (/usr/lib/systemd/system/bumblebeed.service; enabled)
 Active: active (running) since Ter 2015-02-24 21:34:38 BRT; 45min ago
 Main PID: 861 (bumblebeed)
 CGroup: /system.slice/bumblebeed.service
 └─861 /usr/sbin/bumblebeed
 # cat /proc/acpi/bbswitch 
0000:01:00.0 OFF
# optirun --status
Bumblebee status: Ready (3.2.1). X inactive. Discrete video card is off.

Agora com tudo fucionando executaremos o glxsphere novamente precedido do comando optirun:

# optirun glxspheres
Polygons in scene: 62464
Visual ID of window: 0x20
Context is Direct
OpenGL Renderer: GeForce GTX 860M/PCIe/SSE2
192.146589 frames/sec - 214.435593 Mpixels/sec
193.858314 frames/sec - 216.345879 Mpixels/sec

nvidia.02

Reparem que agora conseguimos obter 192 frames/segundos no lugar do suado 60 frames/segundos. Agora vamos turbinar a brincadeira com o comando primusrun:

$ vblank_mode=0 primusrun glxspheres
Context is Direct
OpenGL Renderer: GeForce GTX 860M/PCIe/SSE2
ATTENTION: default value of option vblank_mode overridden by environment.
ATTENTION: default value of option vblank_mode overridden by environment.
273.449995 frames/sec - 305.170194 Mpixels/sec
274.683783 frames/sec - 306.547102 Mpixels/sec
278.195957 frames/sec - 310.466688 Mpixels/sec
280.331172 frames/sec - 312.849588 Mpixels/sec

nvidia.03

Com este recurso, podemos selecionar quando usar o recurso máximo da placa NVidia ou poupar a bateria do Notebook.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Terça
17 de Fevereiro de 2015


face

Para os nerds que gosta de café fresco recém coado a qualquer hora fica a dica da minha nova aquisição, a cafeteira Single Cadence. Não é grande coisa, mas atende bem a minha demanda (café quente e fresquinho a qualquer hora). Durante o desenvolvimento nada como um café passado na hora. O filtro é permanente e fácil de lavar (até eu consegui), a proteção contra superaquecimento e a bandeja removível antiderrapante ajuda eu não fazer muita bagunça na cozinha.

cafeteira

botao.comprar



Sexta
06 de Fevereiro de 2015



Quarta
04 de Fevereiro de 2015



Sábado
03 de Janeiro de 2015


face

Esses dias minha mãe me pediu p/ imprimir todos os médicos conveniados da Itaipu, porque eles não enviam mais o livrinho impresso. P/ minha infelicidade, os dados são paginados e se você for fazer isso na mão, vai ter que ficar copiando, colando e formatando no editor de texto. Não, né.... Meu desespero começou quando vi que usam frameset na página. 1994 ligou e pediu o livrinho de HTML de volta


Quarta
24 de Dezembro de 2014


face

Passei o resto do ano sem muito assunto p/ ter o que escrever aqui. Pelo menos algo que possa ser interessante p/ alguém.Uma das partes boas do ano é que conheci e consegui manter algum contato com pessoas da área. Sendo mais específica, com o Júlio de Lima, após um curso que ele ministrou no SEBRAE. Isso p/ mim é um puta avanço porque, por exemplo, na Python Brasil em Curitiba passei pelo evento


Sexta
26 de Setembro de 2014


face

I wrote several months ago a little application called machPQ.py (I’ll open the code soon…) which calculates the active, reactive and also the apparent power in machine terminal’s over the time domain, for electromagnetic transients analysis. The files that this program have to crunch often have 1.E6 lines or more.



MANAUARA_PQFig. 1: All this work to generate this kind of images.


Due to those large files this application was taking long time to finish it’s calculations 1h-3h, hence I started to transcript it into a parallel paradigm using python as well.

The problem begins when I tried to benchmark the parallel version and compare with the single threaded one. The single threaded in some runs was being faster than the parallel version! That was driving me crazy! I don’t know why, but something told me that I should take a look at the processor state (my laptop is a Dell XPS 15 L502x with i7 processor).

And damn! I was right! With the turbo boost enabled [3] the computer running multiple threads got hotter faster and then slowed the clock speed, therefore being slower than the single thread version, or just slightly faster (depending on how hot the day was).

So, to disable the turbo boost, I used, from [1]:

# echo 1 > /sys/devices/system/cpu/intel_pstate/no_turbo

And then the magic happened! In this way, with the parallel version fighting in fair conditions with single thread version the expected results came up.

I’ll not do a long discussion over the data, but just to summarize:

  • When the code was running with turbo boost enable, the time needed to complete the simulation using the parallel version was only by 4.13 % smaller than the single threaded version (Simulation 1);
  • Now, with turbo boost disable, the non parallel version took 42.02 % more time time than the parallel version – Oh, yeah! – (Simulation 3);
  • Running the code into n-crap-vidia, with optimus [2], again, we got a nice speed up of 48.34 % (comparing the bigger time to the smaller) (Simulation 4);
  • The parallel code running directly into cpu (Simulation 3) took 2.61 % more time than into n-crap-vidia (Simulation 4). However, this mismatch is so small and I just performed a single simulation that it is not possible to verify any trend here;
  • The single thread version running with turbo boost enabled (Simulation 1) was 24.21 % faster than the single threaded version when turbo boost was disabled (Simulation 3);
  • The parallel version with turbo boost disabled (Simulation 3) was 8.77 % faster than the parallel version with turbo boost enabled (Simulation 1);

From the above analysis we can conclude:

  • This variable clock speed is a pain in the ass when doing benchmarks!!! Even disabling the turbo boost, the clock can also be reduced if the temperature is high;
  • As the major programs are still single threaded leaving the turbo boost enabled is a good idea;
  • For very demanding multiple process or multiple threaded programs

Quarta
04 de Junho de 2014


face

Vídeo que a minha namorada linda, Aniela (@anielampm), fez sobre transmissão de energia em meio comprimento de onda, apresentado como parte da avaliação da disciplina de pós-graduação da UNICAMP IA895: História e Filosofia em Engenharia Elétrica e de Computação – 1o. Semestre de 2014:

Parabéns, amor! Ficou sensacional!


Sábado
03 de Maio de 2014


Isis Binder: Link

10:56 UTC

face

Após 1 ano sem postar absolutamente nada, precisei "forçar" um pouco as coisas: - Tirei uma certificação (ISTQB CTFL); - Parei um pouco o desenvolvimento e estou me concentrando em criar um processo p/ a equipe de teste na empresa onde trabalho. A idéia é uniformizar o modus operandi e termos ferramentas e índices para não esquentarmos mais a cabeça com artefatos de qualidade questionável, como


Quarta
23 de Abril de 2014


face

Para deixar o sua área de trabalho com openSUSE ainda mais bonita, que tal instalar o Conky que é um monitor do sistema leve e poderoso que pode mostrar várias informações sobre o seu computador.

O Conky está disponível no repositório Packman. Se você ainda não configurou seus repositórios abra o YAST e selecione Software e depois Gerenciamento de Repositórios. Em seguida selecione Adicionar Repositórios e depois selecione Repositórios da Comunidade. Uma lista de repositórios vai aparecer e, então escolha os que você deseja, principalmente o Packman que contém o Conky e muitos outros programas quase que essenciais.

Depois de atualizada a lista de repositórios, cliue no Yast em Gerencimento de Software. Faça a busca por Conky. Selecione e clique em instalar. O Conky é bem pequeno e instala rapidinho.

Para facilitar a configuração do  Conky vamos instalar o Conky-Mannager que até pouco tempo não existia em nenhum repositório (pelo menos que eu saiba), mas aque agora possui um repositório que facilita muito a nossa vida sem precisar fazer “gambiarra”com pacote .deb. Vamos lá…

Você pode instalar o novo repositório através do 1 Click Install, basta acessar esse link para configurar o repositório e instalar automaticamente: http://software.opensuse.org/download.html?project=home:DarkSS&package=conky-manager

Depois clique no botão com símbolo openSUSE.
imagem1
Na próxima página selecione a versão do openSUSE que está usando:

imagem2
É só esperar um pouquinho que o Conky-Mannager estará instalado em seu computador. Depois de instalado vá no seu Menu Iniciar  >> Utilitários >> Área de trabalho e clique em Conky Mannager.

Uma janela com o gerenciador do Conky vai abrir, basta agora você escolher um tema que mais lhe agrade. No meu caso eu gosto muito do Gotham que eu acho simples e bonito.

imagem3
Agora vamos ajustar a posição que o conky vai aparecer na tela e também configurá-lo para iniciar juntamente com o sistema para não precisarmos fazer toda vez que iniciamos a máquina. Clique em Edit e conforme a imagem posicionei o Conky aonde eu gosto, ou seja, na parte inferior esquerda da tela, mas isso pode variar conforme o gosto de cada um e também com o papel de parede, para ficar bem legal…rs.

imagem4
Agora clique em Options e selecione a caixa de seleção conforme imagem abaixo. Depois é só fechar e curtir sua área de trabalho. Adoro o Conky, pois acho que dá um charme a mais ao meu openSUSE. Veja como ficou:

imagem5
imagem6
Agora é com você. Escolha o seu tema preferido e configure-o a seu gosto. Espero ter ajudado. Um abraço!



Sábado
05 de Abril de 2014


face

Para ficar registrado! Essa semana, quando estava implementado o cálculo dos parâmetros tranversais e longitudinais de linhas de transmissão para a disciplina Sobretensões Transitórias, precisei de uma biblioteca para usar com python que tivesse já disponíveis as funções de Bessel para números complexos.

Achei a biblioteca numérica de precisão arbitrária mpmath [1] [2], inclusive listei no Python Numeric Cook List, a qual continha as funções necessárias, mas infelizmente não estava disponível nos repositórios oficiais do openSUSE.

Depois de uma pesquisada encontrei o repositório extra-oficial openSUSE Science voltado para pacotes científicos. Página do OBS.

Então, para adicionar o repositório, como root:

zypper addrepo -r http://download.opensuse.org/repositories/science/openSUSE_13.1/ opensuse-science
zypper ref

Caso queira instalar a mpmath:

zypper install python-mpmath


Sábado
08 de Março de 2014


face

Reproduzo abaixo a minha reclamação formal contra a companhia Tam Linhas Aéreas, publicada no site RA.

Por meio do reclame aqui, gostaria de externar meu profundo descontentamento com a companhia TAM Linhas Aéreas pelo devida falta de respeito aos seus clientes que efetuam compra de passagens pelo site da referida empresa.

Há três meses venho obtendo o famigerado erro 4652, que depois de pesquisar na Internet, vi que vários outros clientes vem sendo prejudicados da mesma forma. O erro é injustificado, afinal, tentei efetuar a compra com 3 cartões de créditos diferentes, de bancos e bandeiras distintas. E, utilizei-os, logo em seguida, para fazer compras em outras companhias áreas sem nenhum problema.

Já entrei em contato com a empresa várias vezes, tanto na loja física, como pelo twitter e pelo telefone. Inclusive, na última modalidade a atendente me disse que a única solução era recorrer a loja física, sendo que a mais perto da minha casa esta à uma distância de 30 km, ou então que comprasse de outra companha (?!) foi o que eu fiz.

Há inclusive uma matéria no site G1 [1] comprovando que este problema é sistemático e que NÃO há NENHUM esforço da companhia e resolvê-lo. A matéria citada é do dia 11 de novembro de 2013.

Aproveito este espaço para solicitar a empresa TAM Linhas Aéreas adote uma postura mais transparente, justa e sincera com seus clientes.

[1] – http://g1.globo.com/turismo-e-viagem/noticia/2013/11/procon-notifica-tam-por-erros-em-compra-online-com-cartao-de-credito.html.

Sem mais,

Eng. Leonardo M. N. de Mattos.


Quarta
19 de Fevereiro de 2014


face

Acessar seu smartphone via cabo usb utilizando o protoclo MTP às vezes pode ser uma dor de cabeça. Uso o openSUSE e às vezes o aparelho simplesmente é desconectado mesmo estando com o cabo usb plugado, ou seja é uma chatice só. Passei então a procurar um aplicativo no GooglePlay que pudesse me ajudar nesta tarefa. Encontrei o Samsung Kies (meu celular é um Samsung Trios) com um custo muito baixo (quase R$4,00) e também encontrei um outro aplicativo que me chamou a atenção que foi o Air Droid.

Com o Air Droid instalado, basta eu me conectar na mesma rede wifi que meu smartphone estiver conectado e autorizar a conexão no meu celuar, ou seja, quando inicio o Air Droid ele acessa a rede wifi e me informa um endereço na rede ex: 192.168.1.20:888, então, basta acessar este endereço no meu navegador preferido em meu notebook. Ao acessar este endereço aparece no celular a mensagem de uma conexão que está sendo feita e a pergunta se eu autorizo. Depois de autorizar, consigo acessar todas as funções do meu celular via navegador.

Depois de estabelecida a conexão, eu consigo acessar a lista de contatos, fotos, arquivos, ver e gravar vídeos, músicas, transferir arquivos, efetuar ligações, instalar e remover aplicativos, enviar e gerenciar mensagens SMS e o melhor de tudo sem o maldito cabo USB.

Veja uma imagem da tela:

android

Você pode configurar o nível de segurança do aplicativo, por exemplo, você pode escolher se deve ser dada permissão ou se a conexão entre computador e smartphone pode acontecer sem que haja essa necessidade. Claro que recomendo que seja necessário autorizar o acesso. Já pensou qualquer pessoa poder acessar seu smartphone ??

Resumindo… achei muito interessante e funcional este aplicativo. Remendo com louvores.

Se estiver interessado em baixar ou saber mais sobre o aplicativo acesse esta página:
https://play.google.com/store/apps/details?id=com.sand.airdroid&hl=pt_BR


Entradas de blog antigas ->