Bem-vindo ao Planeta openSUSE

Isto é um agregador de fontes de notícias que coleciona o que os contribuidores do openSUSE estão escrevendo em seus respectivos blogs.

Para ter seu blog adicionado a este agregador, por favor leia as instruções.


Terça
09 de Setembro de 2014


face

O Intel® Innovation Week 2014 é o evento de tecnologia e inovação da Intel do ano, combinando os eventos Intel® Future Showcase, Intel® Software Day e Intel® Ecosystem Symposium. Seja você um desenvolvedor, fabricante de hardware, profissional de tecnologia ou apenas um apaixonado por inovação, este é o evento certo para se manter informado sobre as novas tendências do mercado. Neste evento apresentarei a palestra “Certiface e a tecnologia Intel no combate a Fraude” onde o case de sucesso Certiface que combate a fraude utilizando a tecnologia de reconhecimento facial. A sua solução é baseada em arquitetura Intel dos servidores aos tablets, devido ao uso de recursos de visão computacional e processamento de imagem com recursos intel como TBB, IPP e MKL junto a bibliotecas openCV e outros recursos de computação de alta performance. Mais informações AQUI.

intel



Quinta
28 de Agosto de 2014


face

Após uma apresentação técnica/comercial junto ao Plauto Diniz, o Certiface concretiza a parceria com ACREFI (Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento) fundada em 1958 com o objetivo de congregar as empresas do setor, defender seus legítimos interesses, fortalecer as relações entre os associados e promover o desenvolvimento de suas atividades. Esta parceria trará grandes benefícios ao mercado de combate a fraude, pois parceria estratégicas proporciona objetivos em comum. Vale a pena mencionar que são apenas um grupo seleto de empresas sérias, íntegras, comprometidas e com um bom produto/solução consegue tamanha credibilidade para obter tal parceria. Parabéns a toda equipe do Certiface por mais esta conquista. Confira este fato AQUI!

parceria

 



Quarta
27 de Agosto de 2014


face

latino.ware“Esta confirmada a minha presença na LatinoWare 2014, onde ministrarei a palestra “Neurotecnologia: Sua mente no controle na plataforma Linux”, onde disponibilizo informações básicas sobre o assunto neurotecnologia voltado ao mercado em geral, modelos de equipamentos, custos, vantagens, desvantagem como também exemplos de aplicação. Informações sobre o desenvolvimento libre e proprietário, SDK do Emotiv EPOC e Insight que permitira monitorar o seu cérebro em tempo real, código fontes assim desmitificando a tecnologia para encorajar a todos que desejam ingressar neste segmento.” Por enquanto, o material preliminar AQUI.



Quarta
20 de Agosto de 2014


face

awsNem sempre tudo funcionou na instalação do AWS CLI via PIP no openSUSE e no SLES, então deixo aqui o install manual para não perdermos tempo em ambiente de produção de servidores.

Efetue o download da ultima versão em https://pypi.python.org/packages/source/a/awscli/, descompacte, instale e configure conforme os comando a seguir e pronto.

# wget –no-check-certificate https://pypi.python.org/packages/source/a/awscli/awscli-1.4.1.tar.gz
# tar -zxvf awscli-1.4.1.tar.gz
# cd awscli-1.4.1/
# python setup.py install

# aws configure
AWS Access Key ID [None]: XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
AWS Secret Access Key [None]: XxXXxxxXXXXxXXXXxxxxxxxXxxxxxxxxxxxxx
Default region name [None]: sa-east-1
Default output format [None]: text



Quinta
14 de Agosto de 2014


face

Ao instalar o AWS CLI (cliente das APIs da amazon) alguns sistemas enxuto pode se deparar com o seguinte erro:

# aws s3 help
[Errno 2] No such file or directory

Este erro acontece devido à ausencia do comando less. Sendo assim a solução e providenciar a instalação do mesmo  e pronto!

# zypper in less

dicas02



Segunda
04 de Agosto de 2014


face

Neste documento, disponibilizo um texto conceitual (com código fonte CLARO!), com fundamentos sobre processamento de imagem, cujo objetivo principal é idealizar como utilizar recursos de visão computacional para detectar pedestres, ciclistas e animais, como também partes do objeto reconhecido/identificado. Câmeras com tal recurso adaptado em veículos poderiam evitar muitos acidentes. Sendo assim, deixo neste artigo todo o conceito computacional. Clique AQUI E leia o artigo na íntegra.

acidente



Quinta
31 de Julho de 2014


face

Ao instalar o pacote ShellPic no SUSE Enterprise 11 SP2 me deparei com o seguinte erro:

 # sudo python setup.py install
 Traceback (most recent call last):
 File "setup.py", line 9, in 
 import pkg_resources
 ImportError: No module named pkg_resources

Como não sou programador Python, achei a seguinte solução que não funcionou devido ao não suporte ssl na libcurl:

# curl https://bitbucket.org/pypa/setuptools/raw/bootstrap/ez_setup.py | python
 curl: (1) Protocol https not supported or disabled in libcurl

Solução:

1 – Efetuar o download via wget

# wget https://pypi.python.org/packages/source/s/setuptools/setuptools-5.4.1.zip \
--no-check-certificate
# wget --no-check-certificate https://bitbucket.org/pypa/setuptools/raw/bootstrap/ez_setup.pyc

2 – Forçar o uso do wget, provocando um erro na execução do comando curl na linha 212:

cmd = ['dcurl', '--version']

3 – executar o comando python ez_setup.py

#  python ez_setup.py

4  – Pronto, basta executar o comando inicial de instalação do ShellPic novamente.

 # sudo python setup.py install

PS:Não esqueça do python-imaging
asc1


Segunda
07 de Julho de 2014


face

A seguir um vídeo demonstrativo, onde veremos a instalação a partir da ROM do FirefoxOS no equipamento Nexus 5 com recurso MultiRom. O processo demonstra passo-a-passo toda operação de adição da imagem (novo item no menu de ROM) no aparelho. Vale a pena ressaltar, que a primeira carga comprometeu um pouco o desempenho no vídeo em função do péssimo sinal 3G.

Resumidamente:

  • Reinicie o equipamento;
  • Entre no modo recovery;
  • Selecione: Advanced > MultiROM > Add ROM;
  • Escolha o tipo de ROM Android;
  • Selecione ‘Don’t share kernel’  e Next;
  • Escolha o tipo de arquivo: ZIP;
  • Vá para os item: Advanced > MultiROM > List ROMs;
  • Flash o seu arquivo zip.

E pronto!

 

 



Terça
01 de Julho de 2014


face

Nos dias 25 e 26 aconteceu o Google I/O Extended, onde foi possível assistir ao keynote do evento principal por meio de streaming pelo Youtube, além de realizar atividades focadas no ecossistema local de desenvolvedores de seu país e palestras. Mais importante que a própria Google são as pessoas presente no evento e suas respectivas ideias e talentos. O evento foi  focado na criatividade tecnológica, confiram o vídeo …



Quinta
29 de Maio de 2014


face

Vídeo empresarial referente ao sucesso da parceria com a Intel, mencionando sobre os recursos do Certiface na plataforma móvel com processadores e recursos computacionais Intel, como também, o uso de instruções primitivas dos processadores para maior desempenho com algoritmos de visão computacional para identificação da face, tipo de documento e outros recursos utilizando redes neurais multi-camadas para  resolução da taxa de Falso Positivo da biometria de reconhecimento facial.

.



Sábado
03 de Maio de 2014


Isis Binder: Link

10:56 UTC

face

Após 1 ano sem postar absolutamente nada, precisei "forçar" um pouco as coisas: - Tirei uma certificação (ISTQB CTFL); - Parei um pouco o desenvolvimento e estou me concentrando em criar um processo p/ a equipe de teste na empresa onde trabalho. A idéia é uniformizar o modus operandi e termos ferramentas e índices para não esquentarmos mais a cabeça com artefatos de qualidade questionável, como


Quarta
23 de Abril de 2014


face

Para deixar o sua área de trabalho com openSUSE ainda mais bonita, que tal instalar o Conky que é um monitor do sistema leve e poderoso que pode mostrar várias informações sobre o seu computador.

O Conky está disponível no repositório Packman. Se você ainda não configurou seus repositórios abra o YAST e selecione Software e depois Gerenciamento de Repositórios. Em seguida selecione Adicionar Repositórios e depois selecione Repositórios da Comunidade. Uma lista de repositórios vai aparecer e, então escolha os que você deseja, principalmente o Packman que contém o Conky e muitos outros programas quase que essenciais.

Depois de atualizada a lista de repositórios, cliue no Yast em Gerencimento de Software. Faça a busca por Conky. Selecione e clique em instalar. O Conky é bem pequeno e instala rapidinho.

Para facilitar a configuração do  Conky vamos instalar o Conky-Mannager que até pouco tempo não existia em nenhum repositório (pelo menos que eu saiba), mas aque agora possui um repositório que facilita muito a nossa vida sem precisar fazer “gambiarra”com pacote .deb. Vamos lá…

Você pode instalar o novo repositório através do 1 Click Install, basta acessar esse link para configurar o repositório e instalar automaticamente: http://software.opensuse.org/download.html?project=home:DarkSS&package=conky-manager

Depois clique no botão com símbolo openSUSE.
imagem1
Na próxima página selecione a versão do openSUSE que está usando:

imagem2
É só esperar um pouquinho que o Conky-Mannager estará instalado em seu computador. Depois de instalado vá no seu Menu Iniciar  >> Utilitários >> Área de trabalho e clique em Conky Mannager.

Uma janela com o gerenciador do Conky vai abrir, basta agora você escolher um tema que mais lhe agrade. No meu caso eu gosto muito do Gotham que eu acho simples e bonito.

imagem3
Agora vamos ajustar a posição que o conky vai aparecer na tela e também configurá-lo para iniciar juntamente com o sistema para não precisarmos fazer toda vez que iniciamos a máquina. Clique em Edit e conforme a imagem posicionei o Conky aonde eu gosto, ou seja, na parte inferior esquerda da tela, mas isso pode variar conforme o gosto de cada um e também com o papel de parede, para ficar bem legal…rs.

imagem4
Agora clique em Options e selecione a caixa de seleção conforme imagem abaixo. Depois é só fechar e curtir sua área de trabalho. Adoro o Conky, pois acho que dá um charme a mais ao meu openSUSE. Veja como ficou:

imagem5
imagem6
Agora é com você. Escolha o seu tema preferido e configure-o a seu gosto. Espero ter ajudado. Um abraço!



Quarta
19 de Fevereiro de 2014


face

Acessar seu smartphone via cabo usb utilizando o protoclo MTP às vezes pode ser uma dor de cabeça. Uso o openSUSE e às vezes o aparelho simplesmente é desconectado mesmo estando com o cabo usb plugado, ou seja é uma chatice só. Passei então a procurar um aplicativo no GooglePlay que pudesse me ajudar nesta tarefa. Encontrei o Samsung Kies (meu celular é um Samsung Trios) com um custo muito baixo (quase R$4,00) e também encontrei um outro aplicativo que me chamou a atenção que foi o Air Droid.

Com o Air Droid instalado, basta eu me conectar na mesma rede wifi que meu smartphone estiver conectado e autorizar a conexão no meu celuar, ou seja, quando inicio o Air Droid ele acessa a rede wifi e me informa um endereço na rede ex: 192.168.1.20:888, então, basta acessar este endereço no meu navegador preferido em meu notebook. Ao acessar este endereço aparece no celular a mensagem de uma conexão que está sendo feita e a pergunta se eu autorizo. Depois de autorizar, consigo acessar todas as funções do meu celular via navegador.

Depois de estabelecida a conexão, eu consigo acessar a lista de contatos, fotos, arquivos, ver e gravar vídeos, músicas, transferir arquivos, efetuar ligações, instalar e remover aplicativos, enviar e gerenciar mensagens SMS e o melhor de tudo sem o maldito cabo USB.

Veja uma imagem da tela:

android

Você pode configurar o nível de segurança do aplicativo, por exemplo, você pode escolher se deve ser dada permissão ou se a conexão entre computador e smartphone pode acontecer sem que haja essa necessidade. Claro que recomendo que seja necessário autorizar o acesso. Já pensou qualquer pessoa poder acessar seu smartphone ??

Resumindo… achei muito interessante e funcional este aplicativo. Remendo com louvores.

Se estiver interessado em baixar ou saber mais sobre o aplicativo acesse esta página:
https://play.google.com/store/apps/details?id=com.sand.airdroid&hl=pt_BR



Segunda
13 de Janeiro de 2014


face

É fato que não é viável manter o servidor X em nenhum servidor Linux, e seja lá qual for a distribuição, de preferência que ele nem esteja instalado. Os motivos são vários, um dos motivos é a economia de recursos e consequentemente uma melhor fluidez no servidor. Porem em alguns casos se torna necessário manter o X ativo, ainda mais quando os usuários da rede tem necessidade de fazer algum tipo


Domingo
01 de Dezembro de 2013


face

Se tem algo que espero ansioso é pelas novas versões do Firefox. E ter que esperar pela distribuição disponibilizar o pacote atualizado, um dia sequer de espera já significa tempo demais. E sem falar que é muito mais confortável atualizá-lo automaticamente sem ficar abrindo gerenciador de pacote, senha de root, linha de comando, e por ai vai. OBS: Nunca esquecendo que deve-se desinstalar


face

Quem já usou o LibreOffice no Windows pode perceber uma diferença absurda na velocidade de inicialização em relação ao LibreOffice no Linux. Essa diferença existe porque no Windows o LibreOffice tem um carregamento prévio durante a inicialização do sistema, armazenando parte dele na memória. Com isso o carregamento é quase instantâneo. E isso não é nenhum bicho de sete cabeças, por padrão na


Sexta
01 de Novembro de 2013


face

*Atualizado em 01/11/2013 Ao atualizar meu sistema a um tempo atrás percebi que as fontes ficaram estranhas, não entendi ate então porque era a mesma fonte que sempre usei há anos. Como tinha que culpar alguém culpei logo a distro mas depois descobri que a culpa não era dela e sim de uma falta no componente de renderização de sub-pixel do FreeType. clique nas imagens para ampliar Na


Quarta
28 de Agosto de 2013


face

Minha área de trabalho..acho que ficou legal…
Tipo assim: openSUSE 12.3, KDE 4.10.5, Conky, (monitor do sist.), Yawp (widget para o clima), Cupertino glowglass e Neon Fruit (decoração de janelas e área de trabalho)., papel de pared (achei na net…)

print-desktop



Terça
13 de Agosto de 2013


face

Quando ouvi as notícias de que a versão 1.5 do Django suportaria modelos personalizados p/ os usuários, resolvi experimentar, mas tive alguns problemas com unicode e chaves estrangeiras na hora de gerar o superuser. Então voltei pro Django 1.4, mas tinha que criar a tabela de perfil com dados extras (aparentemente, o método get_profile irá sumir nas versões futuras do Django) e alguns


Quinta
09 de Maio de 2013


face
Android: Gestão na palma da mão
Conheça cinco ferramentas indispensáveis para a gestão de projetos de TI e resolva seus problemas de controle de tarefas, tempo e recursos.
UEFI: O novo xerife da inicialização
A especificação do boot UEFI oferece novas capacidades – e novas dores de cabeça também – se o usuário não estiver preparado para isso.
Tutorial: Alternativa elegante
Tarefas no estilo cron jobs são essenciais para a gestão de sistemas Linux e Unix. No entanto, sua sintaxe é muito limitada e sujeita a erros. Um moderno substituto visa eliminar essas fraquezas.
Raspberry Pi aplicado a projetos do mundo real
O Raspberry Pi, pouco maior que um cartão de crédito, torna mais fácil adquirir experiência com sistemas embarcados Linux. Apresentamos alguns exemplos práticos de como usá-lo em ambientes comuns do dia a dia.
Autenticação flexível de usuários com PAM
Aprenda a flexibilizar a autenticação de usuários através do PAM, ferramenta de autenticação baseada em hardware e software.
Proteção de servidores web
Até mesmo servidores web seguramente configurados e atualizados com correções de segurança, podem ser comprometidos por causa de vulnerabilidades em aplicativos web.

Sexta
03 de Maio de 2013


face
Baixe já sua Linux Magazine 100
Community Edition!
Já está no ar a Linux Magazine 100 Community Edition.

Confira os principais assuntos da Linux Magazine de março (Mainframes) e tenha acesso à uma análise completa sobre o boot UEFI, seus problemas e vantagens. conheça também cinco ferramentas para gestores de TI, para melhorar de forma eficiente seu controle de tempo, tarefa e recursos. Se você está cansado da confusa manipulação de tarefas do cron e precisa de mais agilidade, conheça o Whenjobs, uma alternativa de peso para o gerenciamento de seus cron jobs. Não perca ainda um tutorial sobre Raspberry Pi aplicados a projetos do mundo real. Edição imperdível!

 

Baixe já a sua!

Confira a edição completa no site

 


Quinta
02 de Maio de 2013


face

Minha preferência por Python e Django não é segredo p/ ninguém que me conheça. Como não me sinto muito à vontade fazendo o trabalho pesado de um designer, resolvi aproveitar os recursos do Django admin e mexer nele p/ ver até onde uma pessoa minimamente curiosa que não usa o framework profissionalmente consegue ir. A aplicação escolhida é um gerenciador de projetos, quase como aqueles trabalhos


face

Terminado o cadastro de produtos, resolvi criar um cadastro de requisitos. Não tenho como colar um modelo de banco de dados aqui, então vamos adaptar. O requisito será pela versão do projeto; Cada requisito terá um tipo. Os campos, a princípio são esses: TIPO_REQUISITO (id, tipo, descrição) REQUISITO (id,id_versão_projeto, id_tipo_requisito, código, título, descrição) Id_versão_projeto e


Terça
23 de Abril de 2013


face

Aqui vai um comando muito interessante que encontrei no Fórum do blog Ubuntued para facilitar na limpeza de kernels antigos. Estre procedimento limpade forma automática os kernels antigos deixando apenas o atual. Não esqueça de ter a certeza de que o kernel atual está funcionando bem em sua máquia. Faça por sua conta e risco, mas comigo funcionou numa boa… Basta copiar o comando abaixo e colar no seu terminal:

dpkg -l ‘linux-*’ | sed ‘/^ii/!d;/'”$(uname -r | sed “s/\(.*\)-\([^0-9]\+\)/\1/”)”‘/d;s/^[^ ]* [^ ]* \([^ ]*\).*/\1/;/[0-9]/!d’ | xargs sudo apt-get -y purge

 

 

 



Sexta
22 de Março de 2013


face

Estava usando em meu notebook, um Toshiba com 2,5GB, duo core, 1,73mHz o openSUSE 12.2 com KDE 4.10 que estava excelente em minha máquina. Assim que foi lançado o openSUSE 12.3 imediatamente baixei o .iso do DVD e instalei.

A instalação foi super tranquila como sempre, mas fiquei mesmo impressionado foi com o resultado final do sistema. Fiz a instalação da versão 12.3 preservando a partição /home. Ao concluir a instalação, fui apresentado à mais belas das distribuições (na minha opinião). Um sistema impecável no visual e no desemprenho.

Até agora não tenho d que reclamar , pois tudo está funcionando perfeitamente. Como não formatei a partição /home, todas as minhas configurações foram recuperadas sem nenhuma surpresa, até mesmo o Microsoft Office 2007 (apresar de também utilizar o OpenOffice, ainda acho o MS o melhor pacote Office) que rodo via wine estava funcionando numa boa.

Outra ótima surpresa foi com o gerenciamento de pacotes via Yast e Apper. Na versão anterior a atualização de do banco de dados de pacotes e atualizações  demorava quase 5 min para ser efetuada, agora na versão openSUSE 12.3 isto é feito em poucos segundos. A velocidade para que o Yast/ Apper baixe os pacotes também melhorou absurdamente.

Até agora não tive nenhum travamento do sistema ou de algum programa. Está tudo rodando muito bem. A temperautra do notebook está super baixa, mas a velocidade está alta! O KDE para o openSUSE cai como uma luva. É a melhor integração disto/KDE que já vi.

Segue a lista de alguns programas que estão instalados e funcionando 1000%: googleearth, skype, clementine, flash, k3b, acetoneiso. qbttorrent, filezilla, geany, lucky backup, chromium, firefox, vlc, amule, inkscape, gimp, microsoft office 2007 (wine), Ares (wine), partitionmannager, devede, daftsight (similar ao autocad).LOGOConfort (software de automação do clp LOGO! da Siemens – versào Linux!!!)  e outros.

Se você busca por uma distribuicão Linux, bonita, estável com ótima integração com o KDE 4.10, com milhares de pacotes, com uma comunidade ativa, fica a dica: openSUSE 12.3.

Abaixo a imagem da minha área de trabalho.opensuse_12.3

opensuse_12.3

opensuse_12.3

 



face

Oi pessoALL!

Estou deixando aqui um arquivo resumo para que os interessados possam estudar um pouco mais sobre operações com potências. Este artigo visa ajudar aqueles que estou com dúvidas e também aqueles que precisam se lembrar  Estas regras vão nos ajudar bastante em nossos estudos sobre eletricidade. Um abraço e espero ter ajudado

Clique aqui para baixar o arquivo



Quarta
20 de Março de 2013


face

Caros usuários, desenvolvedores e geeks deste planeta – O openSUSE 12.3 está pronto para você! Seis meses de trabalho com estabilização adicional resultou em um lançamento interestelar, estamos felizes em trazer o melhor mix que o Software Livre e de Código Aberto tem para oferecer, além do nosso já tradicional e conhecido tempero verde – estável, amigável e divertido.

Como este foi um ciclo de lançamento mais curto do que o normal, muita atenção foi dada para os detalhes, assim podemos dar-lhe um produto de qualidade pronto para uso. Esta versão da distribuição Linux, a mais poderosa e flexível do mundo, possui requintes finais na estrutura de inicialização e gerenciamento de pacotes, um polido e brilhante ambiente para o seu desktop, além de um toque de nuvem para seu servidor.

Destaques

Como este foi um ciclo mais curto do que o normal, muita atenção foi dedicada para os detalhes.

Icon-distribution.png Retoque
openSUSE 12.3 concluiu a integração de systemd e proporciona uma melhor experiência de log do sistema com journald. O Gerenciamento de pacotes recebeu atenção especial para deixar as ferramentas gráficas trabalharem de forma mais confiável e um novo tema também traz uma experiência consistente de boot para desktop. O openSUSE mudou-se o tamanho de 1 GB para nossas Live images e a plataforma ARM fornece uma estável versao do openSUSE 12.3 para ARMv7 para esta arquitetura excitante enquanto um primeiro preview de imagens ARM 64bittambém está disponível.
Icon-cleanup.png Polindo
Os últimos desktops trazem um polimento adicional para os usuários com muito manuseamento rápido metadadosnovo gerenciamento de impressão e melhor integração do bluetooth e do KDE Plasma Desktop, GNOME Shell com suas notificações, uma melhor gestão de arquivose conta também com a integração para o MS Exchange.
Icon-feature.png Características inovadoras
openSUSE 12.3 traz novas tecnologias para usuários como a inclusão de PostgreSQL 9.2 que vem com suporte nativo JSON (estilo NoSQL). OMariaDB tornou-se o padrão ao invés do MySQL. Esta é a primeira versão do openSUSE com OpenStack um completo “Folsom” para os fãs de nuvem e esta estreiando o lançamento do E17 como desktop e gerenciadores de janelas impressionantes.
Preferences-system-performance.png Avançando
openSUSE avança com a inclusão de aplicativos atualizados. DigiKam 3.0 vem com capacidades muito expandidos para processamento em lote de imagens e novos filtros e melhorias com plugins; as principais aplicações PIM receberam atualizações com a evolução, uma pasta de pesquisa automaticamente atualizada e verificação ortográfica, um filtro rápido do Kontact pesquisa os conteúdos de e-mail e tem um editor melhorado. As ferramentas de desenvolvimento como o KDevelop, MonoDevelop e Valgrind tem apoio Android preliminar; bibliotecas de desenvolvimento, como GTK3 e plataforma de desenvolvimento do KDE estão incluídos com o novo lan

Quarta
13 de Março de 2013


face

O que o Qt 5, Linux 3.8 e LibreOffice possuem têm em comum? Eles não foram liberados a tempo de serem incluídos na nossa distribuição mais recente e estável, openSUSE 12.3. Mas não se preocupe: o poder do Open Build Service vem para o resgate! O rebanho de quase 35 mil Geekos trabalhando no Open Build Service cria uma grande variedade de pacotes para o openSUSE 12.3 e vamos destacar alguns desses neste artigo.


openSUSE 12.3

Mas, primeiro, vamos falar sobre o openSUSE 12.3. Em 20 de dezembro do ano passado, o "Factory" ​​nossa árvore de desenvolvimento, que continha o software mais recente e estável que tinha para oferecer naquele momento, entrou em 'Congelamento de Estabilização ". O objetivo deste congelamento é garantir que as coisas parem de destruir e que se iniciem os respectivos testes, ou seja, a partir de agora, adicionar novas versões dos principais softwares no openSUSE não é permitido sem uma razão fundamental para que esta versão principal a 12.3, seja tão estável, ou mais, como a anterior. As equipes de tradução começam a trabalhar neste momento também. O objetivo de tudo isso é para se certificar de que todo o software colabore corretamente entre si e sejam estáveis. Sem isso, não poderiamos dar-lhe o estável burro de carga que é openSUSE 12.3! Para a maioria dos usuários, o openSUSE 12.3 é um grande produto a oferecer exatamente o que eles precisam: uma ferramenta incrível para começar o trabalho. Estável e confiável, como tudo que você espera de nós.


E você não quer estabilidade?

Mas, às vezes, você precisa de um pacote ou aplicativo mais recente do que o que o que saiu na distribicao. Talvez porque você leu sobre algo legal como kscreen no KDE Planeta e quer experimentá-lo. Ou porque você gostaria de ajudar a testar a nova versão do GNOME. Ou o seu aplicativo favorito é um alvo em movimento continuo sem versão estável para ser incluído. Ou você ama viver no limite, apenas por diversão ...


Você pode fazer isso no openSUSE, mas como o tio do Homem-Aranha disse: "Com grande poder vem grande responsabilidade". As versões estáveis do openSUSE são exaustivamente testadas para ter certeza de que tudo funciona bem e que você não vai encontrar surpresas desagradáveis. Mas os pacotes que você instalar a partir de outras fontes irá joga-lo em um território desconhecido onde os pacotes podem ou não funcionar bem juntos. Nosso zypper, o gerenciador de pacotes e do Open Build Service é utilizado para construir pacotes e provavelmente oferecer o melhor da plataforma disponível, garantindo estabilidade mesmo no caso de ter muitas fontes diferentes - o usuário openSUSE médio tem mais de 10 repositórios. E os riscos podem ser gerenciados. Mas você não pode


face

A nova versão do openSUSE, foi lançado hoje, então vamos dar uma olhada em alguns dos novos recursos que você encontrará pela frente. Desta vez, vamos nos concentrar nas características para servidores de bancos de dados, virtualização e pacotes OpenStack.


Bases de dados

O openSUSE 12.3 inclui as mais recentes e estáveis versões ​​da maioria dos populares bancos de dados. Temos PostgreSQL, Oracle MySQL, MariaDB e um pouco mais.

Para o PostgreSQL, estamos com a versão 9.2, que vem com algumas características interessantes e, especialmente, com algo para tornar o desenvolvimento web ainda mais fácil - suporte básico JSON. Ele tem um tipo de dados JSON que irá validar se os dados inseridos são em de fato JSON válidos e armazená-lo. Então você não tem que validá-lo antes de guardar, embora você pode querer analisá-lo e armazená-lo em diferentes colunas / tabelas de acordo com a semântica. A parte mais interessante do que o próprio banco de dados é que agora é possível responder às suas consultas usando JSON. No momento não é possível usar JSON para gravar dados estruturados (além de armazenar tudo em um celula), mas soluções existem estão na área e nós temos algo para trazer em versões futuras.

Para o Oracle MySQL e MariaDB ver muito poucas mudanças nesta versão, uma vez que apenas receberam pequenas atualizações, correções de erros em suas respectivas versões. Um pouco mais de notícias é que MariaDB assumiu o lugar da implementação por padrão substituindo o MySQL no openSUSE 12.3. Tudo é compilado com ele e o M em LAMP agora significa MariaDB. Você ainda pode usar o MySQL da Oracle, mas as pessoas têm muitos cookies para o MariaDB!


Virtualização

Servidores hoje em dia não são apenas para bancos de dados, mas também para virtualização. Tudo está fora e atingindo as alturas com as nuvens. E openSUSE vem com o mais recente software de virtualização para ajudar a gerenciar isso e criar seus próprios grupos virtualizados.

Boxes

openSUSE 12.3 inclui uma versão de produção do Gnome Boxes, que é uma nova forma de fiscalizar suas máquinas virtuais. Ele é bem integrado no Gnome Shell, pode se conectar a locais e remotos com o libvirt, e além de permitir o acesso a qualquer uma dessas máquinas, fornece uma boa visão geral, onde é possível ver miniaturas ao vivo de todas as suas máquinas virtuais para identificar facilmente o que precisa sua atenção.

OpenStack

Foram incluídos os pacotes do OpenStack no openSUSE pela primeira vez em 12.2, e agora estamos indo para lançar sua mais recente versão chamada Folsom. O OpenStack é uma solução completa que irá permitir que você construa o seu próprio cluster de virtualização


face

Preview I: openSUSE 12.3 para usuários de Desktop


Em poucas horas, o openSUSE 12.3 estará em sua porta. Ou melhor, disponibilizado atraves de nossos servidores, pronto para uso. Se você está curioso para saber o que está por vir, este primeiro preview é para você! Vamos falar sobre o que há de novo na área de trabalho: GNOME, KDE, XFCE e Enlightment, bem como suas respectivas aplicações. Divirta-se!

 

 Os desktops

Vamos começar com os desktops. O openSUSE é única entre as principais distribuições de Linux a entregar todos os principais ambientes de Desktop em pé de igualdade: oficialmente desenvolvido e suportado. Estes ambientes incluem o GNOME Shell, KDE Plasma, Xfce, LXDE e do novíssimo E17. Vamos passar por cima de algumas características destes desktops!


GNOME Shell 3.6

GNOME Shell, ainda um projeto bastante novo e fresco da comunidade GNOME, está em sua quarta encarnação. Dois anos depois de sua primeira aparição este desktop ainda desperta alguma controvérsia, mas para muitos usuários, o GNOME Shell tornou-se seu cavalo de batalha para as tarefas do dia-a-dia.

 

Apresentando as extensões

Em grande parte, isso é devido à decisão da equipe GNOME Shell de criar um sistema baseado em extensões, muito semelhante ao Firefox. Enquanto o seu autor não está totalmente convencido devido a más experiências com incompatibilidade, esta solução para as necessidades inevitavelmente divergentes de diferentes pessoas é suficiente para casos de uso mais básico. Ele permitiu que os projetistas do GNOME Shell mantivessem a interface de usuário muito limpa e eficiente, enquanto a escolha de Javascript para o desenvolvimento do Shell (e, portanto, extensões) dimuniem a barreira para os desenvolvedores de extensão. O fato é que este modelo tem sido tão bem sucedido que há mais de 300 extensões no site de extensões do GNOME! A equipe do GNOME decidiu elevar a linguagem de desenvolvimento do Javascript para o GNOME e, enquanto alguns têm quibs sobre a escolha específica, ele se encaixa perfeitamente com o direcionamento da indústria definida para Web e outros kits de ferramentas.

Como extensões podem alterar qualquer tipo de comportamento do Shell, os designers do GNOME optaram por construir um shell padrão bastante estático, otimizando para um padrão de trabalho que eles vêem como eficaz. Isso vai levar algum tempo para se acostumar, ou procurar (ou escrever) extensões para mudar certos comportamentos para deixa-lo ao seu gosto. Mas isso é compensado pela notável atenção para a criação de fluxos de trabalho fáceis e suaves para uma variedade de ações comuns. Sendo otimizado para uso casual, logo possui suas vantagens!


Bem-vindo ao GNOME Shell!

Vamos examinar então a primeira experiência com o GNOME Shell. Você provavelmente vai querer fazer uma conexão de rede, no caso de você não ter cabo ligado. Clique no ícone de rede sem fio no canto superior

Entradas de blog antigas ->