Bem-vindo ao Planeta openSUSE

Isto é um agregador de fontes de notícias que coleciona o que os contribuidores do openSUSE estão escrevendo em seus respectivos blogs.

Para ter seu blog adicionado a este agregador, por favor leia as instruções.


Terça
11 de fevereiro de 2020


face

Disponibilizo a versão minimalista do openSUSE na AWS. Além de multiuso, completa estável e fácil de usar. Destina-se a usuários, desenvolvedores, administradores, e qualquer profissional que deseja os recursos openSUSE no servidor. É ótimo para iniciantes, usuários experientes e ultra geeks, em resumo, é perfeito para todos! Sugestões em cabelo@opensuse.org, informações aqui: https://aws.amazon.com/marketplace/pp/B083XBP51G

A seguir as principais vantagens:

RecursosopenSUSE Leap 15.1Micro openSUSE 15.1
Espaço em disco1,5G686M
Memória utilizada70M55M
Pacotes576236

Desvantagem: Não possui YAST!


Domingo
09 de fevereiro de 2020


face

Nesta prova de conceito, podemos entender a viabilidade computacional da utilização de Inferência em Deep Learning, processando em tempo real vídeos ao vivo, para detecção e classificação de atributos e propriedades humanas COM BAIXA LATÊNCIA HPC.


Terça
28 de janeiro de 2020


face

Resumidamente hoje, dia 28 de Janeiro é o Dia Internacional da Proteção de Dados Pessoais. Embora seja uma data que não abrange proporções estratosféricas e não é mencionada na mídia, mas muito importante em épocas no qual estamos com assuntos latentes em torno da LGPD/GDPR. Então criaremos a cultura de comemorar esta data!

Devemos sempre recordar na linha do tempo, onde desde 1948 quando a ONU proclamou a Declaração Universal dos Direitos Humanos, no artigo 12 encontra-se: “ninguém será sujeito a interferência em sua vida privada, em sua família, em seu lar ou em sua correspondência. Todo ser humano tem o direito à proteção da lei contra tais interferência ou ataques” .


Sábado
25 de janeiro de 2020


face

In this text I share to members of the openSUSE community, succinctly / objectively, the reasons why I am applying for the openSUSE board member seats. I emphasize that I do not consider myself better than the other candidates, and even these carry attributes / characteristics to also occupy that position.

Mini Bio: Born in Bebedouro (interior of SP) on 05/27/1972, Founding partner of the company OITI / NETi TECNOLOGIA since 1996. First contact with technology in 1983, when 11 years old, in the city of Bebedouro (interior of SP). Takes Linux seriously, researches and works with biometrics and computer vision since 1998. Experience with facial biometrics since 2003,artificial neural networks and neurotechnology since 2009. Inventor of CERTIFACE technology, more than 100 lectures given, 14 printed articles published,more than 8 million page views in the 120 articles published on http://vivaolinux.com.br. Maintains open source projects and official linux packages, commiter openCV, OWASP SP Board Member, Global Innovator Intel, Mozillians Member and FIA Teacher.

Below are the main reasons that led me to apply for this position:

  • I’m in love with openSUSE and SUSE;
  • I take Linux seriously on the market since 1998;
  • I defend the collaborative spirit and the Free Software community;
  • I breathe openSUSE (at home and at work);
  • I grew up with the Free Software community;
  • I work with several contributions to the community (some evidence in this link);
  • Ability and network / relationship in the market to promote openSUSE in Computer Vision and AI projects (Intel, Microsoft, IBM, Google and others);
  • And the most important openSUSE is LIFE!

Role of the board

My goal is to increase the presence of openSUSE in the corporate market, and to make local companies trained to support this market. With this, in addition to evangelizing openSUSE Linux, we will have more job creation, increased circulation of financial resources and more revenue for the local government and, consequently, more resources for investment in basic services (health, education, security and others).

More information: https://en.opensuse.org/openSUSE:Board_election#Detailed_explanation_of_all_phases


face

Neste texto disponibilizo para os membros da comunidade openSUSE, de maneira sucinta/objetiva os motivos pelos quais estou concorrendo a vaga para membro do conselho openSUSE. Ressalto que não me julgo melhor que os demais candidatos, e inclusive estes carregam atributos/características para também ocupar tal posição.

Mini Bio: Nascido em Bebedouro (interior de SP) no dia 27/05.1972, sócio fundador da empresa OITI/NETi TECNOLOGIA criada em 1996, primeiro contato com tecnologia em 1983 com 11 anos de idade. Leva o Linux a sério, pesquisa e trabalha com biometria e visão computacional desde 1998. Experiência com biometria facial desde 2003, redes neurais artificiais e neurotecnologia desde 2009. Inventor da tecnologia CERTIFACE, mais de 100 palestras ministradas, 14 artigos impressos publicados, mais de 8 milhões de acessos nos 120 artigos publicados no Viva O Linux. Mantenedor de projetos opensource e pacotes linux oficiais, commiter openCV, Membro do Conselho OWASP SP, Global Innovator Intel, Membro Mozillians, Docente do núcleo ProINFO da FIA.

A seguir os principais motivos que me levaram a concorrer esta posição:

  • Sou apaixonado pelo openSUSE e SUSE;
  • Levo o Linux a sério no mercado desde 1998;
  • Defendo o espírito colaborativo e a comunidade de Software Livre;
  • Eu respiro openSUSE (em casa e no trabalho);
  • Eu cresci com a comunidade de Software Livre;
  • Trabalho com diversas contribuições para comunidade (algumas evidências neste link);
  • Habilidade e network/relacionamento no mercado para promover o openSUSE em projeto de Visão Computacional e IA (Intel, Microsoft, IBM, Google e outros);
  • E o mais importante openSUSE é VIDA!

Principal plano de trabalho no Conselho.

Tenho como meta, aumentar a presença do openSUSE no mercado corporativo, e tornar as empresas locais treinadas para suportar este mercado. Pois com isto, além de evangelizar o openSUSE Linux, teremos mais geração de emprego, aumento da circulação de recursos financeiro e mais receita para o governo local e por consequência mais recursos para investimento em serviços básicos (saúde, educação, segurança e outros).

Mais detalhes neste link: https://en.opensuse.org/openSUSE:Board_election#Detailed_explanation_of_all_phases

Version in ENGLISH HERE!


Quarta
01 de janeiro de 2020


face

Chegou a hora da eleição!


Dois assentos estão abertos para eleição no Conselho do openSUSE. Gertjan Lettink completou seu segundo mandato. Simon Lees completou seu primeiro mandato e, portanto, é elegível para concorrer novamente como candidato ao Conselho, caso deseje fazê-lo.

O cronograma de eleições é o seguinte:

== Fase 0 ==

5 dezembro 2019
  • Anúncio da eleição do Conselho do openSUSE 2019-2020;
  • Convocação de candidaturas e candidaturas à Diretoria;
  • Unidade de associação. Torne-se um membro do openSUSE. Aproveite a oportunidade de se inscrever como membro do openSUSE durante esta fase (para votar ou concorrer como candidato).

25 de dezembro de 2019
  • Nomeações e pedidos de candidatura à diretoria.

== Fase 1 ==

26 dezembro 2019 
  • Anúncio da lista final de candidatos;
  • Começa a Campanha;
  • A unidade de associação continua, a oportunidade de se candidatar à associação ao openSUSE, mas os membros só terão direito a voto e não serão candidatos.

== Fase 2 ==

16 de janeiro de 2020
  • Cédulas abertas: vote durante esse período
  • A campanha continua

31 de janeiro de 2020
  • Cédulas fechadas

1 de fevereiro de 2020
  • Anúncio dos resultados

O Comitê Eleitoral é composto por Edwin Zakaria e Ish Sookun.

Somente membros do openSUSE são elegíveis para concorrer às aberturas do Conselho do openSUSE. Os participantes do Comitê de Eleição, no entanto, não são elegíveis para concorrer a fim de evitar conflitos de interesse. Para se candidatar a uma vaga no openSUSE Board, envie um email para:

* opensuse-project@opensuse.org e * eleição- oficiais@opensuse.org

Se um membro desejar nomear outra pessoa, informe o Comitê de Eleição e os colaboradores entrarão em contato com o candidato para perguntar se ele gostaria de concorrer como candidato ao Conselho.

O Comitê de Eleição está solicitando indicações e solicitações para o Conselho do openSUSE.

Sexta
27 de dezembro de 2019


face

A seguir algumas dicas/comandos para converter imagens em PDF, muito útil para documento digitalizados que necessitam a conversão para o formato PDF.

Convertendo diversas imagens no formato PDF:

 $ convert img1.jpg img2.jpg img3.jpg  file.pdf 

Definindo a dimensão da página:

$ convert -page 1600x1200 img1.jpg img2.jpg img3 file.pdf

Definindo a dimensão da imagem:

$ convert -size 800x600  1600x1200 img1.jpg img2.jpg img3 file.pdf

Redimensionando a imagem:

$ convert -resize 50% img1.jpg img2.jpg file.pdf

Convertendo muito arquivos no formato imagem:

$ convert *.jpg file.pdf
E pronto!

Terça
24 de dezembro de 2019


face

Let’s Encrypt é uma autoridade de certificação aberta e automatizada que usa o protocolo ACME (Ambiente de Gerenciamento de Certificado Automático) para fornecer certificados TLS / SSL gratuitos para qualquer cliente compatível. Esses certificados podem ser usados ​​para criptografar a comunicação entre seu servidor web e seus usuários. Há dezenas de clientes disponíveis, escritos em várias linguagens de programação e muitas integrações com ferramentas administrativas, serviços e servidores populares.

O cliente ACME mais popular, o Certbot, é agora desenvolvido pela Electronic Frontier Foundation. Além de verificar a propriedade do domínio e obter certificados, o Certbot pode configurar automaticamente TLS / SSL em servidores web Apache e Nginx .

O certificado disponibiliza as principais vantagens/características:

  • 100% Gratuito
  • Instalação simples e com atualizações automáticas
  • Transparência 
  • Seguro.
  • Visa uma política de cooperativismo

Neste tutorial veremos como utilizar a ferramenta Certibot na plataforma OpenSuSE Linux. A seguir uma breve receita de bolo para quem não conhece o recurso.

Primeiramente garanta o funcionamento correto dos módulo do Apache rewrite e ssl.

zypper install certbot python-certbot-apache

Configure o seu domínio e subdomínio corretamente no servidor DNS. Também configure o ServerName em VirtualHost no arquivo de configuração do Apache conforme o exemplo abaixo:

        DocumentRoot /srv/www/htdocs/SEUDOMINIO
        ServerName SEUDOMINIO.com.br

Atenção especial ao rewrite para forçar o uso de https:

RewriteEngine on
RewriteCond %{SERVER_NAME} =SEUDOMINIO.com.br
RewriteRule ^ https://%{SERVER_NAME}%{REQUEST_URI} [END,NE,R=permanent]

Agora com o Apache configurado corretamente, utiliza o comando Certibot, conforme o exemplo abaixo:

$ sudo certbot certonly --apache
Saving debug log to /var/log/letsencrypt/letsencrypt.log
Plugins selected: Authenticator apache, Installer apache

Which names would you like to activate HTTPS for?
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -  - - -
1: SEUDOMINIO.com.br
2: www.SEUDOMINIO.com.br
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -  - - -
Select the appropriate numbers separated by commas and/or spaces, or
 leave input blank to select all options shown (Enter 'c' to cancel): 
Obtaining a new certificate Performing the following challenges:
http-01 challenge for SEUDOMINIO.com.br
http-01 challenge for www.SEUDOMINIO.com.br
http-01 challenge for www.SEUDOMINIO.com.br
Waiting for verification...
Challenge failed for domain SEUDOMINIO.com.br
Challenge failed for domain www.SEUDOMINIO.com.br


IMPORTANT NOTES:
 - Congratulations! Your certificate and chain have been saved at:
   /etc/letsencrypt/live/SEUDOMINIO.com.br/fullchain.pem
   Your key file has been saved at:
   /etc/letsencrypt/live/SEUDOMINIO.com.br/privkey.pem
   Your cert will expire on 2020-03-22. To obtain a new or tweaked
   version of this certificate in the future, simply run certbot
   again. To non-interactively renew *all* of your certificates, run
   "certbot renew"
 - If you like Certbot, please consider supporting our work by:

   Donating to ISRG / Let's Encrypt:   https://letsencrypt.org/donate
   Donating to EFF:                    https://eff.org/donate-le

Para renovar o(s) Certificado(s) basta utilizar os comandos certibot new:

 
$ sudo certibot renew

Adicione os certificados conforme o exemplo abaixo nos arquivos .conf:

ServerAlias SEUDOMINIO.com.br
SSLCertificateFile /etc/letsencrypt 


Segunda
23 de dezembro de 2019



Quinta
19 de dezembro de 2019


face

Disponibilizo neste post, os procedimento de como configurar o Yubikey para multi fator de autenticação na plataforma Linux.

“O YubiKey combina autenticação baseada em hardware e criptografia de chave pública para eliminar as aquisições de contas. Basta inserir em um slot USB e autenticar com um toque. A autenticação YubiKey é quatro vezes mais rápida do que digitar uma senha de uso único e não requer uma bateria nem conectividade de rede, portanto, ela está sempre ativa e acessível.”

A seguir os comandos para utiliza-lo em autenticação multi fator:

cd /etc/udev/rules.d/
su
wget https://github.com/Yubico/libu2f-host/blob/master/70-u2f.rules
udevadm control --reload-rules
udevadm trigger

E pronto! Basta configurar o seu respectivo applicativo/serviços e outros com YubiKey!


Segunda
04 de novembro de 2019


face

Instalou o openSUSE Leap 15.1? E agora o que instalar? E os codecs proprietários? Demorou mas foi concluído! O Cool Package é um processo que instala alguns software necessários para a dia a dia de um SUSEIRO e resolver todas as questões de dependências. O Cool Package disponibiliza:

    • Thunderbird
    • Codecs
    • VLC
    • KDEnlive
    • DVDAuthor
    • MPV
    • ffmpeg
    • Lame
    • E outros…

A seguir o botão 1-click Install. que resolver estes questionamentos, pois este botão instala os primeiros softwares principais para a tarefa do dia a dia como: o cliente de email Thunderbird, VLC, MPV, Codecs proprietários e editores de vídeos. Qualquer dúvida, críticas e sugestões em cabelo@opensuse.org


Domingo
27 de março de 2016


face

This a copy of the message that I tried to share with openSUSE user mail list (opensuse@opensuse.org) but I’ve got blocked :/

I’m writing this e-mail to share my experiences after a whole day using openSUSE Leap 42.1.

The installation was pretty easy and worked ok.

IMHO, the boot screen is awful. But it’s a taste thing, so nevermind.

Everything started to go down the hill after logging into KDE. Unfortunately, Plasma 5 is really broken, the desktop environment is so unstable that I’ve missed the panel, the krunner and/or, kwin multiple times. Working with two displays (multihead) was kind of impossible. The graphics and animations are jumpy and not smooth. It was taking forever to reboot and shutdown. I’ve tried also to update KDE with extras and applications repository. Things didn’t get any better.

Baloo was consuming all my disk I/O. I could only use the computer after ionice it to -c3.

I’ve left my post installation notes here [1].

Of course, that was my experience w/ Leap 42.1 w/ KDE. Maybe others had a different luck within it.

After all, I’ve came back to openSUSE 13.1. Well, if 13.1 will reach EOL at Nov/2016 [2], this means that if I want to keep using openSUSE I’ll have to jump on 13.2 bandwagon until the next 42.2 comes around [3]. And then, I’ll have two months [3] to check if 42.2 is a stable boat to jump in. Right?

What I didn’t get is: if Leap 42.1 were supposed to be a stable release, why it was shipped with this not-that-stable Plasma 5?

Best regards,

[1] – http://wiki.mattos.eng.br/wikka.php?wakka=openSUSEPostInstall
[2] – https://en.opensuse.org/openSUSE:Evergreen
[3] – https://en.opensuse.org/Lifetime


Leonardo M. N. de Mattos
www.mattos.eng.br

UPDATE 1: Eventually I’ve found the answer of this e-mail here. However, I don’t know for sure if I agree.


Segunda
07 de setembro de 2015


face

Aqui vai uma dica legal pra você que instalou por exemplo, um software pelo PlayOnLinux, mas que então percebeu que não foi criado um atalho no Menu de aplicativos.

Calma…é bem simples resolver essa questão…

1- Clique com o botão direito em cima do ícone do Menu de aplicativos e selecione Editar Aplicativos.
2- Na janela que abrirá escolha o submenu desejado, neste caso, por exemplo vamos criar as entradas para o Microsoft Office no Submenu Suíte de Escritório.
3- Clique em novo Submenu na barra superior e escreva Microsoft Office
4- Clique em Novo item na barra superior

O PlayonLinux costuma criar atalhos na Área de Trabalho, então..

5- Clique com o botão direito do mouse em cima do atalho, no caso foi o Excel e, depois em Propriedade
6- Na janela que abriu, copie o conteúdo que está na caixa comando
imagem17- Volte no editor do Menu de Aplicativos e cole o que você copiou na caixa de Comando
imagem28- Na Caixa nome digite o nome do Aplicativo.
9- Para deixar o menu bacana, você inserir ícones, que por padrão o PlauonLinux utiliza a pasta ful_size, qua fica oculta na pasta do usuário. Você localizá-la asim: /home/SEU USUÁRIO/.PlayOnLinux/icones/full_size/
10- Eu costumo utilizar esta pasta para guardar os ícones dos aplicativos que eu for utilizar através de ma instalação feita com o PlayOnLinux.

Um abraço


Domingo
06 de setembro de 2015


face

Nosferatu é o terceiro romance de Joe Hill, filho de Stephen King. Nessa história, Victoria cruza uma ponte interditada utilizando uma bicicleta (que mais tarde é substituída por uma moto). Através dessa ponte ela consegue encontrar objetos perdidos e ir a lugares que se mostrem necessários para cada momento de sua vida. Numa dessas travessias ela conhece uma menina chamada Margareth Leigh que


face

Vanevar Morgan é um engenheiro responsável por construir pontes bem famosas, como por exemplo, uma ligando o Marrocos à Espanha passando pelo Mar Mediterrâneo. Em uma de suas viagens, ele acaba indo p/ Taprobana (nome histórico p/ uma ilha no Oceano Índico) [sup]1[/sup], onde será construído um elevador espacial. Tipo esse daqui: Moravam nessa região os principes Kalidasa e Malgara. P/


face

Assim como outros personagens reais que foram parar no quase imaginário popular, Jack, o estripador, sempre me deixou curiosa. Refrescando: Inglaterra vitoriana, século 19. Havia um assassino de prostitutas à solta no distrito de Whitechapel em Londres. 5 mulheres foram mortas, com direito à evisceração. Não sou muito chegada em livros policiais nem em jornalecos sensacionalistas da TV, mas gosto


face

Outro livro de Arthur C. Clarke na minha mão. Apesar de não ter gostado do filme "2001 -- Uma odisséia no espaço" (achei massante por se concentrar apenas no HAL-9000 e o final, apressado) o livro foi uma boa surpresa. E acabei gostando da forma com a qual Clarke escreve. No prefácio, o autor, morto em 2008, já diz que se Hollywood fizer um filme baseado em "O fim da infância", todos irão achar


Sábado
16 de maio de 2015


face

Desta vez, uma biografia. Só p/ interromper o ciclo de ficção científica, senão fica muito massante. Shania Twain foi uma das minhas "descobertas" na época da CMT (Country Music Television). O "sertanejo gringo". Junto com Reeba McEntire, Garth Brooks, Tracy Bird, Alan Jackson, entre outros. Mas ao contrário de personalidades como Chaplin, Hitler, Jobs e Disney, nunca me interessei por sua vida.


Quarta
06 de maio de 2015


face

Terminei de ler o livro que foi base para o filme Blade Runner. Foi o segundo do meu ciclo de ficção científica, que espero que seja longo o suficiente pra me manter entretida. O primeiro problema que vejo é: não sei pra onde correr quando terminar de ler os clássicos. Algum autor contemporâneo desse gênero? Como não lembro muito bem do filme (tenho o péssimo hábito de assistir filmes deitada, o


Domingo
29 de março de 2015


face

Não lembro se foi em 2013, mas depois de uns 10 anos parada devido à faculdade, voltei a fazer aulas de violino. Para tentar minimizar o problema do som ruim característico de iniciantes comprei um violino elétrico. Assim posso fazer a desgraça que for: quem estiver em redor vai ouvir um som muito baixo (e os vizinhos provavelmente são poupados até disso). Sim. Comprei um Stagg. Porque não


Sábado
03 de janeiro de 2015


face

Esses dias minha mãe me pediu p/ imprimir todos os médicos conveniados da Itaipu, porque eles não enviam mais o livrinho impresso. P/ minha infelicidade, os dados são paginados e se você for fazer isso na mão, vai ter que ficar copiando, colando e formatando no editor de texto. Não, né.... Meu desespero começou quando vi que usam frameset na página. 1994 ligou e pediu o livrinho de HTML de volta


Quarta
24 de dezembro de 2014


face

Passei o resto do ano sem muito assunto p/ ter o que escrever aqui. Pelo menos algo que possa ser interessante p/ alguém.Uma das partes boas do ano é que conheci e consegui manter algum contato com pessoas da área. Sendo mais específica, com o Júlio de Lima, após um curso que ele ministrou no SEBRAE. Isso p/ mim é um puta avanço porque, por exemplo, na Python Brasil em Curitiba passei pelo evento


Sexta
26 de setembro de 2014


face

I wrote several months ago a little application called machPQ.py (I’ll open the code soon…) which calculates the active, reactive and also the apparent power in machine terminal’s over the time domain, for electromagnetic transients analysis. The files that this program have to crunch often have 1.E6 lines or more.



MANAUARA_PQFig. 1: All this work to generate this kind of images.


Due to those large files this application was taking long time to finish it’s calculations 1h-3h, hence I started to transcript it into a parallel paradigm using python as well.

The problem begins when I tried to benchmark the parallel version and compare with the single threaded one. The single threaded in some runs was being faster than the parallel version! That was driving me crazy! I don’t know why, but something told me that I should take a look at the processor state (my laptop is a Dell XPS 15 L502x with i7 processor).

And damn! I was right! With the turbo boost enabled [3] the computer running multiple threads got hotter faster and then slowed the clock speed, therefore being slower than the single thread version, or just slightly faster (depending on how hot the day was).

So, to disable the turbo boost, I used, from [1]:

# echo 1 > /sys/devices/system/cpu/intel_pstate/no_turbo

And then the magic happened! In this way, with the parallel version fighting in fair conditions with single thread version the expected results came up.

I’ll not do a long discussion over the data, but just to summarize:

  • When the code was running with turbo boost enable, the time needed to complete the simulation using the parallel version was only by 4.13 % smaller than the single threaded version (Simulation 1);
  • Now, with turbo boost disable, the non parallel version took 42.02 % more time time than the parallel version – Oh, yeah! – (Simulation 3);
  • Running the code into n-crap-vidia, with optimus [2], again, we got a nice speed up of 48.34 % (comparing the bigger time to the smaller) (Simulation 4);
  • The parallel code running directly into cpu (Simulation 3) took 2.61 % more time than into n-crap-vidia (Simulation 4). However, this mismatch is so small and I just performed a single simulation that it is not possible to verify any trend here;
  • The single thread version running with turbo boost enabled (Simulation 1) was 24.21 % faster than the single threaded version when turbo boost was disabled (Simulation 3);
  • The parallel version with turbo boost disabled (Simulation 3) was 8.77 % faster than the parallel version with turbo boost enabled (Simulation 1);

From the above analysis we can conclude:

  • This variable clock speed is a pain in the ass when doing benchmarks!!! Even disabling the turbo boost, the clock can also be reduced if the temperature is high;
  • As the major programs are still single threaded leaving the turbo boost enabled is a good idea;
  • For very demanding multiple process or multiple threaded programs

Sábado
03 de maio de 2014


Isis Binder: Link

10:56 UTC

face

Após 1 ano sem postar absolutamente nada, precisei "forçar" um pouco as coisas: - Tirei uma certificação (ISTQB CTFL); - Parei um pouco o desenvolvimento e estou me concentrando em criar um processo p/ a equipe de teste na empresa onde trabalho. A idéia é uniformizar o modus operandi e termos ferramentas e índices para não esquentarmos mais a cabeça com artefatos de qualidade questionável, como


Quarta
23 de abril de 2014


face

Para deixar o sua área de trabalho com openSUSE ainda mais bonita, que tal instalar o Conky que é um monitor do sistema leve e poderoso que pode mostrar várias informações sobre o seu computador.

O Conky está disponível no repositório Packman. Se você ainda não configurou seus repositórios abra o YAST e selecione Software e depois Gerenciamento de Repositórios. Em seguida selecione Adicionar Repositórios e depois selecione Repositórios da Comunidade. Uma lista de repositórios vai aparecer e, então escolha os que você deseja, principalmente o Packman que contém o Conky e muitos outros programas quase que essenciais.

Depois de atualizada a lista de repositórios, cliue no Yast em Gerencimento de Software. Faça a busca por Conky. Selecione e clique em instalar. O Conky é bem pequeno e instala rapidinho.

Para facilitar a configuração do  Conky vamos instalar o Conky-Mannager que até pouco tempo não existia em nenhum repositório (pelo menos que eu saiba), mas aque agora possui um repositório que facilita muito a nossa vida sem precisar fazer “gambiarra”com pacote .deb. Vamos lá…

Você pode instalar o novo repositório através do 1 Click Install, basta acessar esse link para configurar o repositório e instalar automaticamente: http://software.opensuse.org/download.html?project=home:DarkSS&package=conky-manager

Depois clique no botão com símbolo openSUSE.
imagem1
Na próxima página selecione a versão do openSUSE que está usando:

imagem2
É só esperar um pouquinho que o Conky-Mannager estará instalado em seu computador. Depois de instalado vá no seu Menu Iniciar  >> Utilitários >> Área de trabalho e clique em Conky Mannager.

Uma janela com o gerenciador do Conky vai abrir, basta agora você escolher um tema que mais lhe agrade. No meu caso eu gosto muito do Gotham que eu acho simples e bonito.

imagem3
Agora vamos ajustar a posição que o conky vai aparecer na tela e também configurá-lo para iniciar juntamente com o sistema para não precisarmos fazer toda vez que iniciamos a máquina. Clique em Edit e conforme a imagem posicionei o Conky aonde eu gosto, ou seja, na parte inferior esquerda da tela, mas isso pode variar conforme o gosto de cada um e também com o papel de parede, para ficar bem legal…rs.

imagem4
Agora clique em Options e selecione a caixa de seleção conforme imagem abaixo. Depois é só fechar e curtir sua área de trabalho. Adoro o Conky, pois acho que dá um charme a mais ao meu openSUSE. Veja como ficou:

imagem5
imagem6
Agora é com você. Escolha o seu tema preferido e configure-o a seu gosto. Espero ter ajudado. Um abraço!


Sábado
05 de abril de 2014


face

Para ficar registrado! Essa semana, quando estava implementado o cálculo dos parâmetros tranversais e longitudinais de linhas de transmissão para a disciplina Sobretensões Transitórias, precisei de uma biblioteca para usar com python que tivesse já disponíveis as funções de Bessel para números complexos.

Achei a biblioteca numérica de precisão arbitrária mpmath [1] [2], inclusive listei no Python Numeric Cook List, a qual continha as funções necessárias, mas infelizmente não estava disponível nos repositórios oficiais do openSUSE.

Depois de uma pesquisada encontrei o repositório extra-oficial openSUSE Science voltado para pacotes científicos. Página do OBS.

Então, para adicionar o repositório, como root:

zypper addrepo -r http://download.opensuse.org/repositories/science/openSUSE_13.1/ opensuse-science
zypper ref

Caso queira instalar a mpmath:

zypper install python-mpmath


Quarta
19 de fevereiro de 2014


face

Acessar seu smartphone via cabo usb utilizando o protoclo MTP às vezes pode ser uma dor de cabeça. Uso o openSUSE e às vezes o aparelho simplesmente é desconectado mesmo estando com o cabo usb plugado, ou seja é uma chatice só. Passei então a procurar um aplicativo no GooglePlay que pudesse me ajudar nesta tarefa. Encontrei o Samsung Kies (meu celular é um Samsung Trios) com um custo muito baixo (quase R$4,00) e também encontrei um outro aplicativo que me chamou a atenção que foi o Air Droid.

Com o Air Droid instalado, basta eu me conectar na mesma rede wifi que meu smartphone estiver conectado e autorizar a conexão no meu celuar, ou seja, quando inicio o Air Droid ele acessa a rede wifi e me informa um endereço na rede ex: 192.168.1.20:888, então, basta acessar este endereço no meu navegador preferido em meu notebook. Ao acessar este endereço aparece no celular a mensagem de uma conexão que está sendo feita e a pergunta se eu autorizo. Depois de autorizar, consigo acessar todas as funções do meu celular via navegador.

Depois de estabelecida a conexão, eu consigo acessar a lista de contatos, fotos, arquivos, ver e gravar vídeos, músicas, transferir arquivos, efetuar ligações, instalar e remover aplicativos, enviar e gerenciar mensagens SMS e o melhor de tudo sem o maldito cabo USB.

Veja uma imagem da tela:

android

Você pode configurar o nível de segurança do aplicativo, por exemplo, você pode escolher se deve ser dada permissão ou se a conexão entre computador e smartphone pode acontecer sem que haja essa necessidade. Claro que recomendo que seja necessário autorizar o acesso. Já pensou qualquer pessoa poder acessar seu smartphone ??

Resumindo… achei muito interessante e funcional este aplicativo. Remendo com louvores.

Se estiver interessado em baixar ou saber mais sobre o aplicativo acesse esta página:
https://play.google.com/store/apps/details?id=com.sand.airdroid&hl=pt_BR


Terça
11 de fevereiro de 2014


face

Quando a gente vai ficando grandinho, só quer que o computador funcione. Especialmente naqueles dias nós precisamos entregar/apresentar um trabalho importante. Portanto, fazer um upgrade do sistema nem sempre é uma boa ideia perto dessas datas.

security-patches

Uma boa saída no openSUSE é aplicar somente as correções de segurança da base do sistema, deixando para uma época mais tranquila, o update dos demais aplicativos.

Pensando nisso, listei abaixo, fuçado de [1] e [2], os comandos para identificar todos os patches e instalar somente aqueles que são realmente cruciais para o sistema:

Listar todos os patches:

zypper list-patches

Listar somente os patches de segurança:

zypper list-patches –category security

Instalar todos os patches:

zypper patch

Instalar somente os patches de segurança:

zypper patch –category security

Fonte:
[1] – http://forums.opensuse.org/showthread.php/495293-Install-only-the-security-updates
[2] – Manpages do zypper


Terça
01 de outubro de 2013


face

These days I’m trying to use python+numpy+scipy to solve some academic problems, and when I tried to import pylab module I got those errors:

In [63]: import pylab
—————————————————————————
ImportError Traceback (most recent call last)
in ()
—-> 1 import pylab

/usr/lib64/python2.7/site-packages/pylab.py in ()
—-> 1 from matplotlib.pylab import *
2 import matplotlib.pylab
3 __doc__ = matplotlib.pylab.__doc__

/usr/lib64/python2.7/site-packages/matplotlib/pylab.py in ()
263 from numpy.linalg import *
264
–> 265 from matplotlib.pyplot import *
266
267 # provide the recommended module abbrevs in the pylab namespace

/usr/lib64/python2.7/site-packages/matplotlib/pyplot.py in ()
95
96 from matplotlib.backends import pylab_setup
—> 97 _backend_mod, new_figure_manager, draw_if_interactive, _show = pylab_setup()
98
99 @docstring.copy_dedent(Artist.findobj)

/usr/lib64/python2.7/site-packages/matplotlib/backends/__init__.pyc in pylab_setup()
23 backend_name = ‘matplotlib.backends.%s’%backend_name.lower()
24 backend_mod = __import__(backend_name,
—> 25 globals(),locals(),[backend_name])
26
27 # Things we pull in from all backends

ImportError: No module named backend_tkagg

After a few web search it was solved installing the package python-matplotlib-tk.

In openSUSE it means, as root:

zypper install python-matplotlib-tk

Reference: http://forums.opensuse.org/english/other-forums/development/programming-scripting/416182-python-matplolib.html


Quarta
28 de agosto de 2013


face

Minha área de trabalho..acho que ficou legal…
Tipo assim: openSUSE 12.3, KDE 4.10.5, Conky, (monitor do sist.), Yawp (widget para o clima), Cupertino glowglass e Neon Fruit (decoração de janelas e área de trabalho)., papel de pared (achei na net…)

print-desktop

Entradas de blog antigas ->